sábado, 24 de Julho de 2010

Secalhar é


Será que se trata de culpa, consciencia,ou pesar?! Tudo da mesma familia de palavras,sinto eu.
Não sou má pessoa, de facto não sou e sei que até na maior parte do tempo, salvo nas minhas taras, sou até bom ser humano demais,mas errar tanto ,chega a ser burrice, burrice por preguiça,por desentusiasmo,por falta ou excesso de motivações,pouco importa pois não deixa de ser burrice.
É por aí, burrice, burrice essa que rápido me levará para uma enchente de desilusões sentidas e vividas.
Porque nem sempre chega parecer.Eterna Diva*
Secalhar é por isso, secalhar também é por burrice que não me sinto bem.
afgrpc*

quinta-feira, 8 de Julho de 2010

Nice to meet you!

Esta noite, parece que acabo de despertar uma paixão antiga sob forma dos tempos modernos.
Sem vontade nenhuma de estudar e com outra enorme de me inspirar, sento-me aqui ao computador e escrevo.
Escrever é comunicar, comunicar é viver e todo um ciclo vicioso ,desta feita positivo, mais tarde ou mais cedo, acaba por se apresentar aos olhos de todos.
Há quem eu chame ,com carinho, de histericamente sociável, há quem me chame, espero que carinhosamente, animal estético..a tudo  isto chamo partilha, e para mim partilhar, começa no dificil acto de comunicar.
Não sou mais esperta por ter facilidade em, mas Alguns são mais imbecis por não se esforçarem sequer por tentarem fazê-lo.Um numero inestimável de seres humanos sofrem porque uns tais Alguns com cargos importantes têm dificuldades,muitas aliás, em comunicar..
Não sou de todo ortodoxa, a minha maneira de viver a vida em nada passa por aí, muito pelo contrário até.Tento ter uma visão meia rebelde da vida,mas também não me revejo nessas tentativas, gosto de arriscar mas só se for para ganhar (desculpe Mourinho,depois pago os direitos de autor da frase!), de resto gosto de estabilidade. Gosto de autenticidade, sempre gostei, mas pa mim o autentico é relativo, não sou uma vegan que considera a Mãe natureza o auge do mundo, mas também não sou uma narcisista que vê os outros como peças da sua loja de grife e os qualifica segundo o valor da etiqueta do preço.
Gosto das pessoas ,dos valores e das coisas boas da vida,amo quem não tem medo e arrisca, quem não se deixa  morrer lentamente, quem eu quero ser quando for grande, isso sim para mim é a autênticidade da vida..aquela que eu tanto busco.
Curioso é que comecei a pensar nisto sob forma de escrita à para aí dois anos, através de uma expressão que vi escrita numa rede social. Hoje é um tema muito inspirador, que todos os dias me faz acreditar.

E assim cá estou eu, aqui na blogosfera, apenas com o intuito de expor,comunicar,partilhar a visão, já não tão rosa, que tenho da vida.
Para que todos possam, quem sabe, encontrar sem procurar..seja lá o que isso quer dizer.

Um beijo
afgrpc*